quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

"Matilda" de Roald Dahl


Matilda é uma menininha de inteligência excepcional. Com apenas um ano e meio de idade já falava perfeitamente e possuia um vocabulário tão amplo quanto um adulto; aos três anos já tinha aprendido a ler e aos quatro frequentava a biblioteca da cidade. Antes de ter idade para frequentar a escola, ela já tinha lido todos os livros infantis da biblioteca e muitos dos clássicos adultos, como as obras de Charles Dickens, Jane Austen, Ernest Hemingway, George Orwell e outros.
Os pais de Matilda não aprovavam o comportamento da menina e a consideravam estranha por preferir ler a assistir televisão.

"- Papai, será que você pode me comprar um livro? - ela pediu.
- Um livro? - o pai se espantou - Para que você quer um livro?
- Para ler, papai.
- Mas e a televisão? Compramos uma TV linda, de doze polegadas, e você vem me pedir um livro! Você anda muito cheia de vontades, menina!" (pág. 06)

O pai dela, Sr. Losna é um vendedor de carros dos mais pilantras que adora contar vantagens sobre como engana os seus clientes, especialmente para o seu filho Michael para quem gosta de ensinar suas trambiques.
É claro que Matilda - que mesmo tão pequena sabe que o que seu pai faz é desonesto - desaprova as atitudes dele. Cansada de ser maltratada e injustiçada por ele a menina planeja muitas travessuras como: passar cola no chapéu do pai para que fique colado em sua cabeça e trocar o seu tônico capilar por tintura loiro platinado extra forte.
A Sra. Losna estava sempre apoiando seu marido e ignorando por completo a filha.

"O pai de Matilda tinha cabelos pretos que usava repartidos no meio e dos quais tinha muito orgulho.
- Cabelos bons e fortes significam que há um cérebro bom e forte por baixo - ele dizia.
- Como Shakespeare - Matilda comentou certa vez.
- Como quem?
- Shakespeare, papai.
- Ele era inteligente?
- Muito, pai.
- E ele tinha muito cabelo, não é?
- Ele era careca, pai."  (pág. 55)

Logo Matilda começa a frequentar a escola e já em seu primeiro dia de aula deixa sua professora, a Srta. Mel, boquiaberta com sua facilidade em fazer cálculos e sua leitura fluente. Além de inteligente, a menina demonstra ser muito bem comportada e assim nasce uma bela amizade entre aluna e professora.
Entretanto, os alunos daquela escola têm de enfrentar um pesadelo: a diretora, a Sra. Taurino, é uma mulher grande e forte que destesta crianças e adora maltratá-las e humilhá-las, inclusive Matilda!

O livro é divertido e de leitura fácil, como um livro infantil deve ser. Mas o que dá este ar cômico são os exageros, principalmente na caracterização dos personagens, pois o enredo em si é triste por se tratar da história de uma criança que é desprezada pelos pais - ignorantes! - que não sabem lidar com precocidade da filha. As travessuras da menina são as únicas defesas que ela encontra contra isto. E eu me vi torcendo por ela e as demais crianças da escola em cada uma de suas armações! Ou seja, voltei a ser uma criança durante a leitura!

Sobre o autor
Roald Dahl (Llandaff, 13 de Setembro de 1916 — Buckinghamshire, 23 de Novembro de 1990), foi um escritor britânico nascido no País de Gales, filho de noruegueses. Atingiu notoriedade na década de 1940 com obras tanto para adultos quanto para crianças, e se tornou um dos escritores mais vendidos no mundo. É conhecido principalmente por seus livros infantis, entre os quais figuram A Fantástica Fábrica de Chocolate, Matilda, As Bruxas e James e o Pêssego Gigante, seus livros foram tranformados em filmes no século xx.
Saiba mais no Wikipédia.

No cinema
Matilda (1996)
Direção: Danny DeVito
Roteiro: Roald Dahl (livro), Nicholas Kazan (roteiro), Robin Swicord (roteiro)
Gênero: Aventura/Comédia/Fantasia
Origem: Estados Unidos
Duração: 98 minutos
Tipo: Longa-metragem

Sinopse: Matilda é uma garota super inteligente e esperta, quase uma gênia, cheia de apetite por conhecimento. Seus pais, porém, não querem saber dessas belas qualidades da garota, mandando-a para uma escola dirigida por uma cruel e autoritária diretora. Seu único refúgio naquele lugar é a professora Honey, que entende a genialidade da garota e a ajudará o quanto for possível.



Quem nunca acompanhou as travessuras de Matilda na Sessão da Tarde?? Eu adorava! rs.

Este livro faz parte do Desafio Literário 2011. Clique AQUI para conhecer minha lista de leitura e clique na imagem para acessar o site oficial do Desafio.

17 comentários:

  1. *-* adorei a resenha! O livro sem duvidas me parece ser MUITO bom!! .--. Só não gostei tanto da capa.. porém não se pode julgar não é? hehe'
    O blog está oteemo... Beijos
    Carol {SobreUmLivro}

    ResponderExcluir
  2. Sou LOUCA pelo filme, mas não pensei em ler o livro! Boa idéia, adorei ler mais sobre ele aqui!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da Resenha. Bem explicativa.
    Na verdade, eu só havia visto o filme. Sempre que passava na televisão eu assistia. Não sabia que era baseado e um livro. Até que um dia eu me deparei por acaso com o livro e fui ler. Amei a história e vi que o filme foi quase fiel ao texto publicado. Depois eu pesquisei sobre o autor e descobri que ele também publicou "A Fantástica Fábrica de Chocolate". Estou doida pra encontrar esse livro e ler também. Prefiro os livros aos filmes.

    Estou estreiando um blog novo sobre variedades. Se puder dar uma visita: www.prateleiradecima.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha!
    Depois de ler A história sem fim, quero ler outros livros infanto-juvenis, as histórias sao complexas mas passadas de uma forma tão simples.

    Beijos,
    Dri

    ResponderExcluir
  5. Ei Dani,

    Amei a resenha e os trechos que vc citou, eu já vi o filme mas não conhecia o livro, eu quero :)

    bjo

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua resenha. Engraçado que vai passar esse filme hoje. Adoro esse filme e agora quero ler o livro, pois apesar de ser bem simples - como você disse - há elementos interessantes e muito reais como o desprezo e exclusão na própria família. Além disso, parece ser muito divertido.

    Biejão!

    ResponderExcluir
  7. Sério q vai passar hj na TV?! UAhuHAUhUHAuhaha, nem imaginava! Q legal! =0)

    ResponderExcluir
  8. Dani, eu não lembro se eu já algum dia assisti ao filme, mas fiquei super interessada no livro, que parece ser o maior barato. =D

    Valeu pela dica!

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  9. Hey!!!
    tô invadindo akie
    auhsuahsuhaushuhasuhaush
    estamos juntos
    3º grupo do Book tour marcando presença
    Ebaaa!!!

    ResponderExcluir
  10. Ah, quando vi o filme, tentei por alguns dias mover objetos com a mente, como a Matilda fazia hahaha (gente, me dêem um desconto, eu devia ter uns 6 ou 7 anos!)

    Confesso que nem sabia da existência do livro, ainda mais que ele era do Dahl =]! Curti muito a resenha, adoro descobrir livros fora do circuito "grandes lançamentos de romances sobrenaturais estrangeiros"! rs

    :**,
    Léka

    ResponderExcluir
  11. ei Dani, eu não sabia que esse livro existia. =O
    assisti o filme e amei, sempre que passa na TV eu corro para assistir. ^^
    Eu quero ler com certeza.
    beijos.

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha.
    Matilda é meu livro de infância, até fiz um trabalho de faculdade sobre ele xD

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Só vi o filme, mas ñ conhecia o livro! Já tá na minha lista. o/
    Muito boa a resenha!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Eu nao li o livro mas o filme e' uma gracinha!!! Bela escolha ...

    ResponderExcluir
  15. Poxa, só conhecia o filme! Bom saber que há um livro também, é uma história adorável. E foi uma ótima escolha de livro, combina demais com o tema do mês :)

    Lidy.
    [http://demaneiralguma.wordpress.com]

    ResponderExcluir
  16. Daniela, Roald Dahl escrevia como poucos. Outro livro seu, James e o Pêssego Gigante, está comemorando 50 anos, e a
    Penguin propôs uma brincadeira interessante para comemorar a data.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Danilo Severo classe E,22 de abril de 2012 16:46

    leiam tambem carrie a estranha

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário! =0)