sexta-feira, 12 de março de 2010

"A pequena Dorrit" de Charles Dickens e Lançamentos da BBC!



Sipnose: Um livro relativamente desconhecido de Charles Dickens: Little Dorrit, ou "A Pequena Dorrit", que de pequena não tem nada, já que se trata de uma obra de mais de mil páginas, embora tenha sido escrito entre 1855 e 1857, seu tema central continua atualíssimo: Amy Dorrit é a filha caçula do presidiário William Dorrit, encarcerado na prisão de devedores de Marshalsea há mais de 20 anos. Note-se que na época de Dickens era este o destino de qualquer homem que não tivesse meio de saldar suas dívidas, tendo o próprio pai do autor passado por uma experiência similar na mesma prisão. Apesar de nascida e criada na prisão, Amy é, paradoxalmente, uma pessoa internamente livre, por não ser apegada ao excesso de materialismo que escravizam seu pai, o irmão jogador e a irmã mais velha, uma dançarina de cabaré vulgar e fútil. A pequena Dorrit divide o pouco que ganha em seu trabalho de costureira com o pai e amigos, e desenvolve ao longo dos episódios uma fiel amizade com o filho de sua patroa, Arthur Clennam, um homem generoso que se revolta com as injustiças sociais a sua volta e vê em Amy um exemplo de coragem e determinação. Graças a uma complexa rede de intrigas por onde transitam vários personagens secundários tipicamente "Dickensianos", os prováveis destinos de Amy e Arthur vão se invertendo de modo surpreendente.

(Por Emilia Ferraz, Blog Bolsa de Mulher)

É uma pena ser tão difícil de encontrar o livro, e quando o encontramos, ser uma adaptação e não uma tradução completa da obra de mais de mil páginas (a maior adaptação que encontrei não chegava a trezentas!). Considero essa mutilação uma depreciação a uma obra de um autor tão renomado. E, só restam as seguintes opções: me contentar com o que tenho, esperar pela boa vontade de alguma editora, ou aperfeiçoar meu inglês, apesar de ser tão mais gostoso poder ler na nossa língua tão bela...
Mesmo assim, eu recomendo a leitura da adaptação para quem não conhece a história, e que por ser curta dá pra ler em apenas um dia. Só por ser Charles Dickens, já vale a pena!
Ah, e se vocês acham que eu não encararia mais de mil páginas de Dickens, estão enganados! Seria um prazer! rs.

Quem quiser o e-book para conferir:


Há também a belíssima adaptação da BBC - com o nosso lindo Mathew McFadyen (Mr. Darcy da versão de 2006 de Joe Wright) que faz o personagem  o Mr. Arthur Clennam e está apaixonante!

video


Quem quiser baixar a série é só entrar na comunidade do orkut: Little Dorrit.

A boa notícia é que algumas séries da BBC estão sendo lançadas no Brasil pela Log on Editora Multimidia .

Já está a venda a adaptação do clássico de Jane Austen, "Emma":





Emma é a história de uma jovem tão empenhada em arranjar o amor para os outros que não conseguia ver o que se passava diante de seus próprios olhos. Linda, inteligente e rica, Emma Woodhouse gasta seu tempo bancando o cupido, mas se dá conta de que as pessoas não são como ela imaginava e se vê forçada a amadurecer. Uma das produções mais esperadas da BBC em 2009, Emma reúne um elenco estelar com Jonny Lee Miller (Trainspotting, Byron), Michael Gambon (Cranford, Gosford Park) e Romola Garai (Atonement), em uma montagem primorosa da obra de Jane Austen.


 
 
 E está em pré-venda o clássico de Dickens, "Oliver Twist":
 




Uma noite fria de um inclemente inverno inglês foi o ambiente no qual Charles Dickens deu vida a Oliver Twist, menino pobre que é tirado do caminho do crime por um gesto de bondade. Essa poderosa montagem da BBC de um dos maiores clássicos da literatura inglesa conta a história do órfão que sofre as agruras da Inglaterra Pré-Vitoriana e luta contra uma sociedade que não lhe dá chances. Com roteiro de Sarah Phelps, da Royal Shakespeare Company, Oliver Twist dá um toque contemporâneo a um texto clássico sem deixar de ser fiel a ele. Indicado para três prêmios no BAFTA Awards, a produção é um marco da TV britânica em seu gênero.
 
 
Os DVDs já são encontrados na Livraria Saraiva.com .

5 comentários:

  1. Aí, Dani, brochei totalmente. Nenhum template daquele blog que pegamos os templates estavam funcionando... então, resolvi colocar de volta o que estava antes. Ufa!! Mas meus olhos não se acostumaram. Eu adorei aquele layout do coração e livro... a cor era bem suave e facilitava a leitura. Aff!

    Ainda não li nada do Dickens, mas pretendo ler. Seus comentários são sempre tão favoráveis quanto aos livros dele, que deve ser realmente maravilhoso.

    Mil bjs!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida passando para retornar a visitinha... e nem acredito que vc está lendo Sangue de tinta! Ai que inveja, inveja boa, rsrs. Coração de tinta é ótimo :):)


    Depois me conta se a continuação é melhor ainda ok?

    Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Natália, com certeza, assim que eu terminar a leitura de "Sangue de tinta", vou postar um comentário. Estou adorando o livro! E, realmente, "Coração de tinta" é ótimo, mas a continuação está ainda melhor!

    ResponderExcluir
  4. Oi,Dani,quero muito ler Dickens, mas acho que irei iniciar com Oliver Twist, que é mais acessível.

    Bem, quanto a Pequena Dorrit,não sabia que só existiam textos adaptados,é uma pena! Não gosto de adaptações.Vou baixar a série pra ver.Emma,só assistir o de 1996,que é ótimo!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Adoro Charles Dickens, mas desconhecia esse livro! Pena só encontrar a adaptação, detesto adaptações!!!

    Jane Austen é sempre incrível ler!

    bjo
    ^.^

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário! =0)