sábado, 20 de março de 2010

Meu mês de março recheado de livros novos!

O mês nem terminou e já estou cheia de novos livros na estante! Como eu disse em um post anterior - por este ser o meu mês, reservei-me o direito de me dar muitos presentes! Claro, alguns livros eu ganhei e ainda devo ganhar mais um, e comprar, pelo menos, mais dois até o fim de março.  =0)

Minhas novas aquisições são:

1- A História - A bíblia contada como uma só história do começo ao fim, Fabiano Morais
Quantas vezes você tentou ler a Bíblia, mas desistiu por achar a leitura cansativa e complicada? No fundo, provavelmente continuou com vontade de conhecer esse texto por ter consciência de sua importância na história da humanidade.
Agora você vai ter oportunidade de saber o que há de essencial na Bíblia, pois A História é um livro que vai prender sua atenção no princípio ao fim.


2- Eu sou Alice, Melanie Benjamin
Todos conhecem a pequena Alice que um dia caiu na toca de um coelho e entrou no mundo das maravilhas. Mas quem foi Alice Liddell, a menina que aos 7 anos inspirou Lewis Carroll a criar a história que encanta gerações até hoje? Misturando realidade e ficção, Eu sou Alice conta como surgiu um dos maiores clássicos da literatura e a lenda por trás da personagem principal. Uma história que vai tocar o coração de todos com sua beleza. Entre neste País das Maravilhas.

3- A arte perdida de guardar segredos, Eva Rice
Ambientado na Inglaterra pós-II Guerra, o livro é um delicioso relato sobre as mudanças sociais experimentadas pela classe média. Penelope Wallace é uma garota de 18 anos, que não agüenta mais a mãe e o irmão, e cujo sonho é arranjar um namorado e freqüentar a efervescente cena cultural de Londres.

4- O grande livro de histórias de fantasmas, Richard Dalby
Não é à toa que grande parte das melhores histórias de mistério e horror trazem como ponto central uma mulher tão brava quanto apavorada, quase sempre às voltas com acontecimentos inexplicáveis. Ou então uma figura feminina atormentada que é a causa de eventos assustadores. Desde sempre, mulheres e fantasmas convivem frequentemente nas páginas dos livros. O Grande Livro das Histórias de Fantasmas, um projeto concebido pela virago Pressa, editora inglesa dedida exclusivamente a livros escritos por mulheres, busca comprovar isso. No livro, o olhar feminino incide direta e precisamente em um dos gêneros clássicos da literatura, os contos de horror. As perspectivas apresentadas nas 34 histórias, contudo, são as mais variadas. Há narrativas tradicionais e estudos psicológicos modernos, clássicos contos de casas mal-assombradas e fábulas de mistério de teor feminista. Algumas das histórias são inquietantes; outras, francamente assustadoras; mas todas são narrativas antológicas que investigam como mulheres lidam com a paixão, a angústia e a raiva. As 31 autoras britânicas reunidas em O Grande Livro das Histórias de Fantasmas estão entre as mais importantes dos séculos XIX a XXI. Algumas dedicaram suas vidas a histórias de suspense e mistério, outras se entregam aqui a um raro exercício no gênero. A lista inclui Charlotte Brontë, a mais velha das irmãs do clã, autora de Jane Eyre; Edith Wharton, ganhadora de um prêmio Pulitzer por A Era da Inocência; May Sinclair, crítica literária e uma das mais ativas militantes pelo voto feminino em sua época; A. S. Byatt, autora de Possessão e Anjos e Insetos, de produção longa e ainda na ativa, e muitas outras.

5- Tem alguém aí?, Marian Keyes
Em "Tem Alguém Aí?", Marian Keyes nos conta a história de Anna, que, após sofrer um grave acidente de carro em Nova York, volta para Irlanda a fim de se recuperar ao lado da família. Contudo, após um tempo com os pais, ela decide que é hora de voltar para os Estados Unidos e reencontrar o marido Aidan, os amigos, e retomar seu emprego como relações públicas da Candy Grrrl, poderosa empresa de cosméticos. Chegando a Nova York, Anna não encontra Aidan - ele não retorna seus telefonemas, emails e mensagens de voz. O que terá acontecido com ele? "Tem Alguém Aí?" é extremamente divertido, perfeito para quem procura um livro tanto para reflexão quanto para diversão. É o quarto romance que traz como protagonista uma das irmãs Walsh: Claire, em "Melancia", Rachel, em "Férias", Maggie, em "Los Angeles", e agora, Anna.
 
6- O mundo pós-aniversário, Lionel Shriver
"O Mundo Pós-Aniversário" retrata o relacionamento aparentemente sólido de um casal de americanos radicado em Londres. Ele é um disciplinado pesquisador de um instituto de estudos estratégicos; ela, uma acomodada ilustradora de livros que depara com uma vontade incontrolável de beijar outro homem; um velho amigo do casal, impetuoso jogador de sinuca que figura no topo do ranking do esporte, um dos mais populares entre os britânicos.
Capítulo a capítulo, Lionel Shriver nos oferece desdobramentos do futuro dessa mulher sob a influência de dois homens radicalmente diferentes, e assim escreve duas histórias. A partir daquele único beijo, mostra alternativas de união ou rompimento, e explora as conseqüências e as motivações mais íntimas de uma escolha.
Determinar qual seria o melhor caminho não é óbvio nem fácil, mas a análise dos dois destinos nos quais a autora enreda os personagens e os leitores é memorável. Escrito com a sutileza e a sagacidade que são as marcas registradas da obra de Lionel Shriver, O mundo pós-aniversário é um apelo para aquele "talvez" que intriga e provoca todos nós.


7- O chá do amor, Jennifer Donnelly
Falta um ano para que o jovem casal de namorados, Fiona e Joe, realize seu grande sonho – casar-se e abrir a própria loja de chá. Depois de tantos anos economizando cada centavo, tudo indica que, finalmente, estão próximos do final feliz. Mas o que parecia pouco tempo se transforma em uma eternidade quando uma série de trágicos e dolorosos acontecimentos se interpõe na vida deles, e eles se distanciam cada vez mais um do outro.
Fiona vai para a América, no que considerava a sua maior aventura. Mal sabia ela que não há aventura maior que o amor...
 
8- Um amor detetive, Sarah Mason
Neste divertido romance de estréia de Sarah Mason, "Um amor de detetive", os opostos se encontram e - como não poderia deixar de ser -, também se atraem. A bela Holly Colshannon é uma ambiciosa e desastrada jornalista da Bristol Gazette. James Sabine (apenas um pouco mais bonito do que ela), é um sargento-detetive durão, grosseiro e ressentido. Levados pelo acaso, eles se encontram diversas vezes por conta de uma série de coincidências bastante oportunas. Rapidamente, a determinada Holly vê em James a grande chance de progredir em sua carreira e decide segui-lo por um período de seis semanas a fim de escrever uma coluna crimina, que poderá vir a ser o seu primeiro sucesso jornalístico. O lado positivo da situação é que ela consegue obter a tão sonhada coluna O lado negativo é que o bonitão não está nem um pouco feliz com a presença constante de Holly em sua vida.


9- Ilha do medo, Dennis Lehane
No verão de 1954, o xerife Teddy Daniels chega a Shutter Island com seu novo parceiro, Chuck Aule. A dupla deverá investigar a fuga de uma interna do Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, reservado a pacientes criminosos, em meio à angustiante expectativa de um furacão que precipita uma revolta entre os presos, levando o medo ao limite.

10- Um livro por dia, Jeremy Mercer
As memórias de um jornalista mochileiro no melhor estilo bibliomania. Uma aventura literária na Paris da virada do milênio. Mais do que a fascinante história da livraria mais charmosa do mundo, a Shakespeare and Company, o livro conta, com um humor impagável, o dia-a-dia de seus personagens e a boemia cultural nas ruas. Com pouco dinheiro no bolso, Jeremy Mercer partiu para a França. Um dia aceitou o convite de uma balconista da Shakespeare and Company para uma xícara de chá. Descobriu que poderia dormir e viver na livraria em troca de prestar serviços diários no local. Fazia parte do trabalho ler pelo menos um livro por dia.


11- O paciente inglês, Michael Ondaatje
Numa vila italiana abandonada, durante os últimos momentos da Segunda Guerra, quatro pessoas se encontram. O autor nos apresenta uma a uma. Vamos conhecendo suas feiçoes, suas origens e, sutilmente, o autor vai nos abrindo seus segredos, levando-nos através de suas memórias como através dos corredores de uma casa secreta. Cena após cena vamos reconstruindo o mosaico das quatro histórias, e acompanhando o encontro delas no cotidiano da Villa San Girolamo.

12- Orgulho e Preconceito, Jane Austen (L&PM)
'Orgulho e Preconceito' apresenta o romance de Elizabeth Bennet, segunda mais velha dentre cinco filhas solteiras de uma família inglesa sem muitas posses, e Fitzwillam Darcy, um rico esnobe que a conhece em um baile e, diferente dos mocinhos clássicos, não fica imediatamente encantado por ela. A busca das jovens mulheres por um bom casamento na sociedade inglesa rural do século XIX é o mote do romance e também o principal alvo da crítica da escritora.

13- Criança 44, Tom Rob Smith 
Tom Rob Smith leva o leitor à opressora Rússia de Stalin. Quando o corpo de um menino é encontrado sobre os trilhos de uma ferrovia, o agente Liev Demidov se surpreende ao saber que a família do garoto está convencida de que se trata de assassinato. Os superiores do oficial lhe dão ordens de ignorar o assunto, mas ele está determinado a encontrar a verdade por trás do terrível crime.




Os livros que pretendo ainda  adquirir este mês são: "Aura Negra" de Richelle Mead, "Anjos Rebeldes" de Libba Bray e "Luxo" de Anna Godbersen. Ah, e claro, pode ser que eu ganhe algum livro nas muitass promoções que estou participando...!
Os livros "O chá do amor" e "A arte perdida de guardar segredos" foi uma recomendação do blog Nossos Romances! Adorei a dica! =0)

8 comentários:

  1. Hum,ótimos livros.Adorei A História.Vou procurar também.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog,mto bom.
    Vai no meu e me fala oq vc achou
    bjssss

    ResponderExcluir
  3. Nem preciso dizer que tem alguns aí que eu tb quero adquirir, como: Criança 44, O paciente inglês, Um amor de detetive e a nova versão de Orgulho e Preconceito!!!

    Mais suas outras aquisições tb são fantásticasss... Ual!

    Estou aqui suspirando... é tão relaxante comprar livros!!!

    rsrsrs!!!

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Daniela,
    Respondendo sua pergunta no meu blog, dá para ler os livros fora de ordem sim, mas é claro que é legal ler do primeiro para você conhecer melhor a história desde princípio!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Uaaau, que maravilha, qtos livros! Tem alguns aí que estão na minha lista, tipo 'o chá do amor'...

    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Oii Dani!
    Aiii adorei suas comprinhas (nada melhor do que comprar livros né?! hahahah) :D
    Eu já li Orgulho e Preconceito E Tem alguém ai, os dois todoooos ótimos! :D
    Quero muito ler Amor de Detetive e O chá do amor! :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Adorei as aquisições, e até fiquei com uma invejinha boua do Tem Alguém Aí? e Eu sou Alice!
    Queroo muito!

    Boa leitura para vc flor!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Estou aqui para apresentar meu novo blog especializado em Suspenses Românticos, tanto de banca quanto de livraria.

    Amor, Mistério e Sangue

    Espero que goste!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário! =0)